terça-feira, 23 de outubro de 2012

Se livrando do lixo emocional

" Eu hoje joguei tanta coisa fora, cartas e fotografias, gente que foi embora... A vida fica bem melhor assim!", como já diria Hebert Viana, mas o que nos faz adiar por tanto tempo, essa reciclagem emocional?
Há meses olhava a confusão de papéis e pensava, um dia eu vou organizar tudo isso!! Um dia... E nas últimas 2 semanas, comecei a me incomodar mais que o normal, e hoje finalmente acordei decidida, e sai cedo para comprar várias pastas coloridas para organizar a vida!
Acredito que quando fechamos um ciclo, o melhor a fazer é zerar e começar de novo, por isso é tão importante jogar principalmente, no meu caso, papel fora!
Gostaria de entender, a fixação de se guardar papéis? No meu caso por exemplo, eliminei um saco de lixo de 100 litros, e me pergunto, por que eu guardei aquilo durante tanto tempo? Tinha roteiros, de longas, curtas, publicitário, autorizações de imagem, notinhas tão velhas que estavam apagadas, pilhas velhas, entradas de teatro, carregadores que não funcionam mais, recibos de luz, internet, tv à cabo, escola de criança, e todos completamente misturados, documentos de filho, carro.... O trabalho foi grande, a libertação também!
Organizei tudo em pastas coloridas, e cada assunto ganhou uma cor de acordo com o que sinto em relação a ele! Olhem que coisa mais fofa! Família fica na pasta azul, e que remete paz e tranquilidade, os projetos que estão acontecendo foram para a pasta verde, os roteiros de cinema ganharam a pasta lilás pois foram momentos de transformação, os trabalhos ninjas ganharam a pasta preta, e assim por diante....
Exagero à parte, já me sinto outra pessoa, junto com os papéis se foram resquícios de uma etapa da minha vida que não me diz mais nada, olhar aqueles roteiros velhos, que guardei por causa de um telefone que anotei e que um dia poderia precisar? Eu nunca precisei, e 3 anos já se passaram, achar uma entrada de show de rock de 2007, que nem a banda existe mais! Como é fácil juntar tralha!
Tralha emocional principalmente, porque até hoje eu estava presa à esses trabalhos, à essas pessoas, centenas de comprovantes inúteis, garantias de produtos que nem existem mais... Agora acabou!
 A partir de agora, só irão morar nas minhas pastinhas coloridas do meu armário as pessoas que merecem, os trabalhos importantes, os projetos que acredito, porque não há como começar nada novo, enquanto não se jogar o lixo fora!

Nenhum comentário:

Postar um comentário