quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Viagem Interplanetária!

Quanto tempo eu não venho aqui...
Muitas coisas aconteceram nesse tempo, muitas escolhas, muitos trabalhos e muitas histórias, entre elas, "ETZito - Um Amigo de Outro Planeta".
Nasce o primeiro super-herói interplanetário!!

segunda-feira, 18 de março de 2013

" Tchuplin- O Mistério Para Salvar o Ponto Azul"




Em 2007, quando convidei um casal amigo para jantar na minha casa, não poderia imaginar que uma porta se abriria para sempre na minha vida. Em algum momento daquela agradável noite, minha amiga e diretora de vídeo Arilene, me disse que eu deveria começar a escrever minhas histórias, que deveria colocar a minha criatividade no papel, confesso que nunca pensei que fosse capaz, ou mesmo que isso seria uma opção de trabalho em minha vida, mas comecei a pensar nisso de maneira mais séria, e um dia, me sentei na frente do computador e escrevi a peça " Tchuplin - O Mistério Para Salvar o Planeta", de uma só vez,  na verdade esse nem era o nome dela a princípio, aliás, ela ficou muito tempo sem ter um nome, mas assim que eu terminei de escrevê-la, tive a certeza que iria ganhar um prêmio! Eu digo até hoje que essa peça, foi meio psicografada pois só me levantei da cadeira depois que terminei a última frase do texto!
Incrível também foi eu ter escrito para crianças, nunca havia pensado nisso, aliás pela minha história de vida, sempre achei que tinha facilidade para escrever humor.
E aquele foi um ano de muitas mudanças na minha vida, fim de casamento, começo das produções audiovisuais, e também momento de escrever muitos roteiros. Escrevi longas, curtas, personagens de humor, roteiros publicitários, e com isso fui de forma auto didata, dando os primeiros passos como redatora, roteirista e autora, lógico que isso não me deu nenhum dinheiro, tanto que sempre disse que eu era a autora mais desktop do Brasil, pois só EU conhecia os meus textos. Porém, por alguma obra do destino, imprimi a peça infantil e um dia, encontrei com Regis e Diva na recepção da produtora que trabalhava, e conversando sobre teatro, acabei falando desse infantil e dei o texto impresso para eles lerem, e nunca mais tive notícia, e uns 2 anos se passaram, até que fiquei sabendo de um edital que estava aberto, que achava que a peça teria chance de entrar, e liguei para eles, para saber se não tinham interesse em inscrever a peça, e para minha surpresa, eles já tinham inscrito! Mais um tempo se passou, até que  num belo dia, eu estava na estrada indo produzir uma cena de um longa, e recebo a ligação que havíamos ganhado o edital! Não tenho nem como descrever a emoção que senti naquele momento, era um sonho que começaria a ser realizado a partir daquele momento.
Muitas vezes a vida nos surpreende e nos presenteia de uma forma que nem poderíamos imaginar, e os profissionais que se uniram para essa montagem, foram os melhores que poderiam ser! René Guerra na direção e dramaturgia, Eris Maximiniano na direção de arte, trilha sonora de Wado, ilustrações de Kleber Lessa e os atores Regis de Souza, Diva Gonçalves, Daniel Dabasi e Alderir Souza, fizeram com que o  espetáculo se tornasse mágico e envolvente.
"Tchuplin" trata da urgência que temos de alfabetizar ecologicamente as crianças, buscando transformá-las em agentes multiplicadores da preservação do meio ambiente, e através das projeções traz o mundo digital compondo a linguagem teatral de forma lúdica e eficaz, encantando o público que interagi o tempo todo com as personagens.
Para mim, um orgulho e um presente, que gostaria de dividir com todas as crianças do Brasil!
E gostaria muito de agradecer a todos os envolvidos e dizer que esse foi o trabalho que mais me orgulhei na vida!




quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Milagres acontecem!

É a primeira vez que escrevo aqui esse ano... E quantas coisas aconteceram desde o meu último post.

Passei dezembro todo trabalhando no Reveillon do TJ Tamo Junto! E posso dizer que não foi apenas mais uma produção, foi sem dúvida a mais incrível de todas! Não apenas pela maratona de 6 festas, em 6 dias, mas porque nunca tinha visto tanta gente legal e competente trabalhando numa mesma produção! E a contrapartida, foi a maior concentração de gente bonita por metro quadrado! Milagres acontecem, e vão acontecer cada vez mais! Pra quem perdeu o reveillon 2013, esse ano tem mais!!

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Se livrando do lixo emocional

" Eu hoje joguei tanta coisa fora, cartas e fotografias, gente que foi embora... A vida fica bem melhor assim!", como já diria Hebert Viana, mas o que nos faz adiar por tanto tempo, essa reciclagem emocional?
Há meses olhava a confusão de papéis e pensava, um dia eu vou organizar tudo isso!! Um dia... E nas últimas 2 semanas, comecei a me incomodar mais que o normal, e hoje finalmente acordei decidida, e sai cedo para comprar várias pastas coloridas para organizar a vida!
Acredito que quando fechamos um ciclo, o melhor a fazer é zerar e começar de novo, por isso é tão importante jogar principalmente, no meu caso, papel fora!
Gostaria de entender, a fixação de se guardar papéis? No meu caso por exemplo, eliminei um saco de lixo de 100 litros, e me pergunto, por que eu guardei aquilo durante tanto tempo? Tinha roteiros, de longas, curtas, publicitário, autorizações de imagem, notinhas tão velhas que estavam apagadas, pilhas velhas, entradas de teatro, carregadores que não funcionam mais, recibos de luz, internet, tv à cabo, escola de criança, e todos completamente misturados, documentos de filho, carro.... O trabalho foi grande, a libertação também!
Organizei tudo em pastas coloridas, e cada assunto ganhou uma cor de acordo com o que sinto em relação a ele! Olhem que coisa mais fofa! Família fica na pasta azul, e que remete paz e tranquilidade, os projetos que estão acontecendo foram para a pasta verde, os roteiros de cinema ganharam a pasta lilás pois foram momentos de transformação, os trabalhos ninjas ganharam a pasta preta, e assim por diante....
Exagero à parte, já me sinto outra pessoa, junto com os papéis se foram resquícios de uma etapa da minha vida que não me diz mais nada, olhar aqueles roteiros velhos, que guardei por causa de um telefone que anotei e que um dia poderia precisar? Eu nunca precisei, e 3 anos já se passaram, achar uma entrada de show de rock de 2007, que nem a banda existe mais! Como é fácil juntar tralha!
Tralha emocional principalmente, porque até hoje eu estava presa à esses trabalhos, à essas pessoas, centenas de comprovantes inúteis, garantias de produtos que nem existem mais... Agora acabou!
 A partir de agora, só irão morar nas minhas pastinhas coloridas do meu armário as pessoas que merecem, os trabalhos importantes, os projetos que acredito, porque não há como começar nada novo, enquanto não se jogar o lixo fora!

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Senhora equipe

Sabem quantas pessoas são necessárias para se produzir um guia eleitoral? Pela foto, dá pra ter uma ideia, e ainda faltou uma equipe que estava em externa... Agradeço a todos que estiveram juntos nessa linda jornada. Tenham certeza que aprendi muito com cada um de vocês!
E que venha essa Nova Maceió!

Novos tempos

Pois é, depois de 3 meses produzindo a campanha de prefeito em Maceió, agora me resta voltar para a vida normal, ou melhor, real, porque normal minha vida nunca foi, graças a Deus!
Confesso que estou em um momento de repensar muitas coisas, acho que é porque estou prestes a completar 40 anos. Não que eu esteja em crise, longe disso, estou até comemorando, afinal de contas, consegui chegar. Mas mais que isso, é um momento de mudança, de dar mais valor ao que gosto de verdade, é chegado o momento de pensar mais em mim. E o primeiro passo para essa nova fase, foi a minha decisão de não produzir mais publicidade, deixando bem claro que foi a minha grande escola, e que tenho muito orgulho de tudo que fiz, mas não estava mais feliz, fechei esse ciclo na minha vida!
Claro que é dificil sair da zona de conforto para tentar o novo, mas a vida só vale a pena, se nos arriscarmos, e nesses 40 anos, nunca perdi a coragem para tentar o novo, nunca tive medo!
Agora começa uma nova etapa na minha vida, em novembro começarei a produção da peça infantil que escrevi em 2007 e que ganhou o prêmio Funarte de montagem, e em janeiro começo a produção do meu livro infantil com 50% da edição em braille, premiada no edital do BNB.
Sei que serão 2 desafios, sei que não será facil, pois entrarei pela primeira vez nos 2 universos, mas é isso o que me encanta, o novo, porque é isso que vale a pena na vida, poder mudar o curso da história no momento que quisermos!

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Stand up do Vitinho

Na terça-feira ( 18/09) meu filho participou do " Primeiro Campeonato de Humor Alagoano" que aconteceu na Confraria do Rei em Maceió. Extremamente nervoso na sua estréia, subiu no palco e arrasou! Conquistou o público e os jurados e garantiu participação na próxima etapa. Eu estou babando rsrs

 http://youtu.be/QcXCUO4_P2Q

domingo, 12 de agosto de 2012

Literatura infantil, aí vou eu!

Etezito, esse é o nome do personagem que criei para salvar o planeta Terra (pretensões à parte) rsrs. Ele veio de um planeta muito parecido com o nosso, mas como nunca se preocuparam com o meio ambiente, um dia, seu planeta se auto-destruiu, mas antes que isso acontecesse, Etezito e seu pai, resolveram pegar sua nave e procurar um lugar melhor para viver, e quando estavam sobrevoando a Terra, Etezito avistou 3 crianças nadando em um rio, e de tanto olhar pela janelinha da nave, lembrando da sua infância, acabou se desequilibrando e caiu no chão, bem pertinho das 3 crianças, que no começo se assustaram, mas depois entenderam que mesmo sendo tão diferentes, poderiam ser amigos, e Etezito foi contando o que aconteceu com seu planeta, dando dicas de meio ambiente aos novos amigos.
Pois bem, esse roteiro foi escrito inicialmente para um curta-metragem, mas agora irei adaptá-lo para livro infantil, em braille.
A ideia parece estranha, mas tudo começou quando fui contratada para fazer o roteiro de um documentário sobre reabilitação visual, conheci o universo da cegueira, e me deparei com a triste realidade das crianças cegas, que tem pouquíssimas opções de livros infantis disponíveis em braille. E isso foi o que me levou a me inscrever no Edital de literatura do BNB, e soube no mês passado que fui uma das contempladas! Estou muito, muito feliz com esse prêmio, e vou escrevê-lo com o maior amor do mundo. E em 2013 serei também, uma escritora infantil! Viva!!

Quanto tempo...

Há alguns meses não tenho tido tempo para escrever no blog, e  tantas coisas aconteceram...
Entre elas, fiz a direção de produção de um curta que foi contemplado no 2 edital de audiovisual do governo de Alagoas, " Farpa", baseado nos contos de Arriete Vilela, e adaptado por Patrícia Mess e Henrique Oliveira, que assina também a direção, que foi uma grande oportunidade de conhecer e trabalhar com pessoas incríveis, talentosas, comprometidas, competentes, engraçadas... É sempre muito bom fazer cinema, mesmo com todas as dificuldades, nos tornamos durante um tempo, membros de uma mesma família! Tivemos o privilégio de rodarmos 80% do filme, na linda cidade alagoana de Penedo, às margens do Rio São Francisco, e tive a grata surpresa de encontrar pessoas maravilhosas, comprometidas com a cultura e com a felicidade. Muito bom poder trabalhar e viver o cinema!



domingo, 6 de maio de 2012

Vivo na estrada

Todos os sábados, vejo o sol se por na estrada, ele vai descendo pelo retrovisor e cenários incríveis vão surgindo a cada curva, a cada instante, tantas pessoas cruzando o mesmo caminho, em mundos tão diferentes, e sigo em frente levando e deixando um pouco de mim, um pouco do que vivi.
Eu gosto de estrada, do vento na cara, das frutas no acostamento, dos casais passando nos carros, gosto do movimento, me sinto viva pelo mundo, existindo, seguindo o meu caminho, escrevendo o roteiro da minha vida,  e compartilhando o meu sonho com crianças que nem sabiam sonhar...
Hoje, descobrimos que juntos podemos construir um lugar melhor,  um lugar onde todos tenham o mesmo valor!



sexta-feira, 4 de maio de 2012

Viva o cinema!

Confesso que sou uma pessoa de sorte! Estou podendo produzir cinema de novo. Desta vez, fazendo direção de produção do filme " Farpa", do diretor Henrique Oliveira. Contemplado no edital de audiovisual do governo de Alagoas. 
Mas o mais interessante disso, é que mesmo em meio a todas as dificuldades de incentivo que sofremos, eu tenho conseguido trabalhar em vários projetos de longas e curtas e com pessoas incríveis do cinema nacional, e isso é um bom sinal. Um sinal de esperança...
O primeiro filme que produzi, foi " Lá vem Juvenal", documentário do diretor Hermano Figueiredo, sobre o maior jóquei do Brasil, um alagoano que chegou no Rio de Janeiro para lavar cavalos e menos de um ano depois, era campão brasileiro de turfe. Considerado o Garrincha do turfe, ele saiu do sertão, mas o sertão nunca saiu dele, e depois de 32 anos vivendo como celebridade no Rio de Janeiro, volta para Delmiro Gouveia, sertão de Alagoas, para ser simplesmente, Juvenal, um fazendeiro que ama a terra, cuidar do seu gado, tirar leite de vaca, e que em todos os momentos de sua vida,  sonhava em voltar pro seu sertão e viver em paz com a sua família, simples assim... E foi uma grande honra pra mim, poder fazer parte dessa história, além de ter conhecido o sertão e os cânios. 
O segundo, filme, foi " Um vestido para Lia", uma ficção infanto-juvenil, baseado no livro homônimo de Regina Barbosa, dirigido por ela, e  Hermano Figueiredo, e eu na direção executiva. Foi incrível, a experiência, principalmente pela sutileza do tema, e pela locação, o filme foi todo rodado na massagueira, ( maior polo gastronômico a céu aberto do Brasil) na beira da lagoa, e apesar da equipe ser pequena, todas as pessoas da equipe, eram incríveis.
A terceira experiência, caiu de pára-quedas na minha vida, como um presente, " Paraísos Artificiais" de Marcos Prado, que por acaso, estréia hoje em todo o país, foi o primeiro longa que tive o prazer de participar, em Alagoas, foram apenas 3 dias de filmagem, mas eu estava fazendo assistência na pré-produção também. E foi a primeira vez que eu estive dentro de uma super produção, com super profissionais, super logísticas, e observava cada detalhe, cada solução, aprendendo, aprendendo e aprendendo...
Meu quarto filme, foi um presente que ganhei do cineasta e para sempre amigo Murilo Salles, e nele pude entender o que acontece desde o primeiro momento, a primeira lida do roteiro, as primeiras sensações do filme para a equipe, dando todos os passos juntos, o engraçado do cinema, é que você pode nunca ter visto aquelas pessoas na vida, e por um projeto, se unem, como uma família, e no filme " O fim e os Meios", eu tive a honra de passar 3 meses exclusivamente produzindo cinema. E com pessoas que sinto e sempre sentirei falta de ter por perto. E nele, aprendi passo a passo, como funciona um longa-metragem. Inclusive, fiz até uma participação," no susto", em uma cena rsrs Murilo Salles, me avisou 1 hora antes, que eu teria uma fala na cena, e pediu que eu inventasse " a fala", ok, ok, era uma produtora dentro do estúdio, interpretei minha vida real, mas mesmo assim, confesso que tremia o tempo todo!
Agora, estou fazendo a direção de produção do filme " Farpa" uma adaptação de um dos livros da alagoana Arriete Vilela,  dirigido por Henrique Oliveira, um jovem cineasta alagoano, com uma vontade tão grande de realizar, que " chega "emociona,  e vou passar o mês de maio todo fazendo a pré, para filmarmos na primeira semana de junho, com isso, estou novamente, prestes a conhecer e trabalhar com pessoas incríveis, que só poderiam se unir no planeta para produzir cinema.
Viva o cinema nacional!

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Coitado do seu " Coisinho"

Estávamos, eu e minha querida equipe, gravando um vt de habitação em um conjunto de casas populares, e o diretor gostou de uma das casas , e pediu para que eu pedisse permissão para gravar.
Bati na porta umas 3 vezes, e esperei uns 5 minutos,  até que saiu uma senhorinha, que me explicou que demorou para atender pois estava dormindo...
Depois deu ter explicado tudo, bem explicadinho, ela autorizou a gravação, e aí foi tijolo pra um lado, cimento pro outro, e monta grua, e pega carrinho, rebatedor, enfim... Armamos o circo na frente da casa de Dona Maria, e claro, os vizinhos começaram a chegar, as crianças começaram a surgir como gremllins, além das 2 vans brancas de equipamentos, e uma caminhonete, estacionados na porta.
O "ação" já havia sido dado, algumas vezes, quando de repente, chega um senhor, desesperado, passando mal.
Era o marido da dona Maria! Ele havia deixado a esposa doente logo cedo, e estava voltando pra casa, quando recebeu 2 telefonemas dela, para avisar que estávamos lá gravando, mas como, segundo ele, não conseguiu ouvir nada, por conta do barulho do ônibus, achou que a mulher tivesse piorado e já ficou desesperado. Quando foi chegando perto de casa, viu a aglomeração na porta da sua casa, 2 vans brancas que ele disse achar que fosse da Samu, e desesperou e quase infartou.
A equipe,  " esmudeceu" esperando o desenrolar daquela saia justa, mas que no fim deu tudo certo, seu " Coisinho" se acalmou, explicou o porque do surto quando chegou e ainda ajudou a gente.
Bem, dessa vez, todos sobreviveram....

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Agora eu VIVO em Craíbas

Estou há um mês, fazendo uma oficina de cinema em Craíbas. Uma realização da Fundação Teotônio Vilela e da Vivo. Essas crianças são algumas das 16 que estão participando dessa primeira etapa, que terá 4 meses de duração. Eles estão aprendendo as noções básicas de roteiro, produção, fotografia, direção e edição.
Já estamos trabalhando com a pré-produção dos roteiros que eles criaram, e em breve começaremos as filmagens.
Todos as filmagens serão feitas apenas com a tecnologia de celulares da VIVO. E assim que estiverem finalizados, vou postar para vocês.

quarta-feira, 14 de março de 2012

Vt no atacado

Pois é, não ando tendo tempo de escrever aqui, nem de ir em casa, nem de ir à academia, nem de sair com os amigos, nem de beijar na boca... Tudo isso porque estou desde quarta feira de cinzas produzindo 9 vts de 1 minuto, mas pra quem não entende muito de vídeo, pode achar que 1 minuto é pouco, mas na verdade dentro desse minuto, muitas vezes cabem 40 cenas... Pois é se multiplicarmos isso pelos 9 vts, são 360 cenas... É praticamente uma gincana!
Estamos em 3 produtores, eu fico na pré enquanto os outros no set. Por exemplo hoje eu tinha que conseguir um navio, um avião e um catamarã, além do elenco, figurino e objeto de cena...
Mas não é só isso não, ainda tive que conseguir tempo pra me inscrever no edital que termina amanhã, tenho uma reunião sobre um outro projeto hoje, enfim...
To tendo que marcar dia até pra dar bronca nos meus filhos...
Se isso é uma reclamação? Não! Eu nunca reclamo de trabalho...
Eu estou reclamando sim, do dia ter apenas 24 horas, porque sinceramente não ando com tempo nem de lembrar que existo! 

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Editais, a saga!

Trabalhar com cultura, é praticamente uma missão nesse país! Eu digo isso com toda propriedade do mundo, porque há pelo menos 4 anos, vivo participando seguidamente, de editais. E todas as vezes, se torna um martírio, não só na minha vida, mas na de todos os meus amigos que se inscrevem. E nem adianta se animar achando que se conseguir fazer um, depois ficará mais fácil, porque não fica! Um edital é completamente diferente do outro. 
Em alguns você tem que fazer 6 cópias do projeto que nesse momento já tem umas 100 folhas de tanto documento que tem que apresentar, e depois ainda envia 6 cds. Em outros você faz online e manda o material,  outros pedem pra entregar pessoalmente,e outros só pela web, e outros ainda você não consegue mandar porque na última hora, faltou aquele documento importantíssimo que você não conseguiu de jeito nenhum anexar, e em outros você acaba desistindo mesmo, de pura preguiça, até porque pelas suas contas, iria precisar de 3 encarnações para conseguir juntar toda a documentação!
Fora as madrugadas inteiras que você passa acordada com alguns de seus amigos,( porque todos trabalham de dia) mas são aqueles amigos que  sonham sair da publicidade, sabe? Então a gente se esforça mesmo, e como quase sendo uma questão de honra,  passamos a madrugada lendo e relendo mais de 20 vezes cada frase, pra não correr o risco de passar  desapercebida alguma informação fundamental, que pode desclassificar o nosso projeto ( e isso é muito comum), e descobre que quanto mais você olha para aquele edital, mais acha clausulas que não havia visto antes, e com o agravante delas gerarem dúvidas mortais em qualquer ser humano.
Em alguns momentos eu me sinto montando um quebra-cabeças de 10 mil peças com céu e mar azuis.
Algumas coisas por exemplo são assim, você está se inscrevendo como diretor estreante, mas tem que comprovar trabalhos realizados. Mas se eu sou diretor estreante, ainda não tenho nenhum, né? Eu já estou me inscrevendo justamente pra dirigir o primeiro!
Mas até isso a gente contorna, o grande problema sempre, é o orçamento, esse sim, dá pra virar várias noites pra fazer... E haja tirar daqui, botar ali, lembrar de coisa, e principalmente pensar em todos os detalhes, porque é ai que mora o grande perigo, qualquer errinho e você pode ter que pagar pra fazê-lo. E os grandes vilões são sempre os impostos! Meu Deus, em algumas vezes, eles podem chegar a 27,5%. É impressionante, se eles já estão fomentando a cultura, como é que podem descontar direto na fonte os meus 27,5% tão bonitinhos que iam fazer tanta diferença na qualidade do meu filme?
Enfim, resolvi desabafar sobre isso porque há 3 dias estou acordando, dormindo e sonhando com esse bendito edital!
E boa sorte a todos que neste momento estão passando pela mesma agonia.
Força ai galera, pelo menos a gente tá tentando fazer coisas que prestem pela cultura desse país! 

TJ- TAMO JUNTO - MILAGRES

Terminei o ano de 2011 em uma super produção! Confesso que nem imaginava quando fechei esse trabalho, que teria a oportunidade de conhecer lugares tão incríveis com tanta gente bonita. Tudo bem que trabalhei que nem louca, andei uns 30km por dia ( até hoje não sinto as pontas dos meus dedos do pé esquerdo) mas no fim, isso ficou tão pequeno diante da satisfação de estar produzindo as melhores festas da minha vidae de Alagoas!
E em 2012 tem mais, aliás, muuuito mais, e adivinha? Estarei firme e forte, com meu radio no ouvindo, andando os mesmos 30 km por dia, e feliz! Porque afinal de contas, Milagres acontecem e TAMO JUNTO!

http://www.youtube.com/watch?v=WM62GXHeQHQ

domingo, 22 de janeiro de 2012

Causas Nobres

Uma das coisas que mais valem a pena no meu trabalho, sem a menor dúvida, é a possibilidade de visitar muitos universos diferentes do meu. E o primeiro job do ano, foi roteirizar e produzir, um documentário de uma ONG chamada Visão Mundial, que atua em mais de 100 países, no combate à pobreza, desde 1975. 
O documentário era sobre um dos projetos de Alagoas, o" Alagoas Cidadã ", com parceria com a  Desenvolve, agência de fomento de Alagoas.
Diferente de projetos assistenciais, o Alagoas Cidadã tem uma metodologia simples e eficiente que transforma a realidade das pessoas de forma definitiva. Grupos de 10 a 20 pessoas são formados, capacitados em vários segmentos, aprendem a poupar, produzem poupança interna, aprendem a investir o dinheiro e se fortalecem politicamente.
São 382 grupos só no estado de Alagoas, e centenas de vidas transformadas.
 Tive a oportunidade de viajar o sertão e o agreste, nos povoados mais distantes para filmar a nova realidade dessas pessoas, e fiquei muito emocionada com o poder da Visão Mundial, que faz tanto, por tanta gente e o comprometimento das pessoas que trabalham pra que isso de fato aconteça.
Muito bom, ver que em meio a tanta corrupção, tanta violência e tanto descaso, algumas pessoas continuem fazendo realmente o possível para que o mundo seja um lugar um pouco mais digno para seres humanos que nem lembramos que existem. 

Game over 2011

O amanhecer do último dia de 2011 em Milagre - TJ
Não sei se já disse que quando não estou produzindo audiovisual, produzo eventos... Mas nesse caso, não foi apenas um evento.. Foi a TJ ( Tamo Junto ), 3 dias de festas , em locais paradisíacos, com gente bonita como eu nunca vi em Alagoas. Claro que isso só é possivel graças ao organizador, Mauricio Vasconcelos que tem investido alto pra colocar Alagoas no circuito nacional, e tem feito isso com excelência, haja visto que todas foram sucesso e que todos que tiveram o prazer de estar em 2011, voltarão com certeza em 2012. De minha parte, fico muito orgulhosa de ter participado dessa produção e já estou me preparando para a próxima, e que venha a TJ 2012 - Reveillon Milagres.

sábado, 17 de dezembro de 2011

Publicidade X Cinema

Filmagem em Carababa
Nem acredito que estou tendo tempo para escrever aqui... Tantas coisas aconteceram nos últimos meses, entre elas, fiz assistência de produção do longa-metragem " O fim e os Meios" do cineasta e agora amigo Murilo Salles, e pude passar 3 meses apenas produzindo o filme, longe da publicidade.
Aqui em Alagoas foram apenas 6 diárias de filmagem, em Brasilia 8 semanas e no Rio 3. Mas melhor que ter tido a honra de participar do filme, foi conhecer pessoas maravilhosas que me ensinaram muito.
Ok, partindo do princípio que o produtor é um resolvedor de problemas, não tem muita diferença entre cinema e publicidade, mas no cinema todos os problemas são pensados com antecedência, a gente tem planejamento, claro que um motorista pode se atrasar, a comida não chegar na hora, enfim... Somos seres humanos, contratando seres humanos...
Mas uma coisa muito muito, muito diferente é a quantidade de profissionais envolvidos, e cada um cuidando apenas da sua área, temos produtor, platô, 1assistente de direção, 2 assistente de direção, contra regra... Citei esses profissionais porque descobri no filme que aqui, o produtor acumula todas essas funções! E é por isso que as vezes não funciona, simples assim! Como diz minha diretora de produção, Joana Araújo, ou se tem tempo, ou dinheiro! Na publicidade na grande maioria das vezes não temos nem um, nem outro! E ai, caso o produtor não tenha um canal direto com o Todo Poderoso, é melhor desistir porque o fator milagre nesse caso é fundamental!
Sem trocadilho , posso dizer com certeza, que " O fim e os Meios" pra mim, foi na verdade um novo começo, e principalmente, um novo desafio!
Conheci pessoas maravilhosas, profissionais incríveis, que ficarão para sempre na minha vida!
Queria muito agradecer ao Murilo Salles, que acreditou em mim! E além disso, me fez estreiar como atriz ehehe contracenando com Marcos Ricca. Ok que eu estava fazendo um papel de uma produtora, dentro de um estúdio... rsrsrs mesmo assim, tremia de nervoso!
Na verdade o que eu quero deixar registrado é a experiência incrível que eu tive a sorte de ter, e dizer que volto pra publicidade, tendo a certeza que não ficarei mais por muito tempo!